Serena Williams investe em iniciativa para combater mortalidade materna

/, Solidariedade/Serena Williams investe em iniciativa para combater mortalidade materna

 

 

Serena Williams, jogadora de tênis norte-americana, e Mark Cuban, dono do Dallas Mavericks, fizeram um investimento de US$ 3 milhões (cerca de R$ 12 milhões) no Mahmee, uma startup que oferece apoio e cuidados perinatais e pós-parto para mães e seus bebês.

A iniciativa possui uma equipe multidisciplinar, formada por médicos, especialistas, assistentes de parto, assistentes sociais e consultores de lactação 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Essa questão passou a ser pauta da vida pessoal de Serena Williams em 2017, com o nascimento de sua primeira filha, Alexis Olympia Ohanian Jr. Durante o trabalho de parto e nos primeiros dias após dar à luz sua filha, a jogadora teve diversas complicações de saúde, que poderiam ser fatais se ela não tivesse recebido todos os cuidados necessários de forma rápida.

Dados sobre a mortalidade materna no mundo

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 830 mulheres morrem todos os dias por complicações relacionadas à gravidez ou ao parto em todo o mundo. Estima-se ainda que, em 2015, cerca de 303 mil mulheres morreram durante e após a gravidez e o parto.

As principais causas de mortalidade materna, que representam quase 75% dos casos, são hipertensão, hemorragias, infecções, complicações no parto e abortos inseguros. O mais alarmante é que a maioria dessas morte poderia ter sido evitada.

Fonte: Philanthropy Women e Forbes

2019-08-15T16:48:12+00:00