Ipea lança estudo sobre desigualdade racial da pobreza no Brasil

/, News/Ipea lança estudo sobre desigualdade racial da pobreza no Brasil

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) lançou, recentemente, o estudo ‘A Desigualdade Racial da Pobreza no Brasil‘, que aborda as mudanças sociais no Brasil entre 2004 e 2014, principalmente no referente à renda e à desigualdade racial.

De acordo com a publicação, as condições de vida da população brasileira melhoraram em várias dimensões ao longo da década analisada. A renda, principalmente, apresentou um crescimento considerável, impulsionado por mudanças como o maior acesso a empregos, a maior escolarização da população e a valorização real do salário mínimo.

Apesar dessas mudanças e de uma redução na desigualdade racial da pobreza, as chances de uma pessoa preta ou parda ser pobre ainda são muito maiores do que as de uma pessoa branca.

Em 2004, pretos tinham chance 2,5 vezes maior de serem pobres que os brancos, e a chance dos pardos era 3,2 vezes maior.

Em 2014, a chance de pretos serem pobres ainda era 2,1 vezes maior que a dos brancos, e a dos pardos era 2,6 vezes maior.

Entre os motivos apontados para que a desigualdade racial continue tão alta estão as diferenças no acesso ao ensino de qualidade e a falta de inclusão no mercado de trabalho.

2019-08-01T21:53:02+00:00