Fundação Dorina oferece cursos para pessoas com deficiência visual

/, News/Fundação Dorina oferece cursos para pessoas com deficiência visual

A Fundação Dorina Nowill, localizada em São Paulo, está com inscrições abertas para cursos profissionalizantes gratuitos para pessoas com deficiência visual. Ao todo, serão disponibilizadas 60 vagas para quatro cursos: ‘Informática para o Mundo do Trabalho’, ‘Atendimento ao Cliente’, ‘Massoterapia’ e ‘Empreendedorismo’.

Os cursos são voltados para pessoas com mais de 18 anos, com ensino médio completo ou em conclusão, e que não sejam aposentadas por invalidez. As aulas devem começar agora em agosto.

O curso Informática para o Mundo do Trabalho apresenta conhecimentos básicos do Pacote Office (Windows, Word, Excel, Outlook), além de internet e digitação, com a utilização do leitor de tela NVDA (NonVisual Desktop Access).

O curso Atendimento ao Cliente capacita jovens e adultos nos mais diversos meios de atendimento (telefônico, presencial e via internet), o que exige um conhecimento prévio de informática.

Já nas aulas de Massoterapia, os estudantes terão a oportunidade de aprender diversas técnicas de massagem, sempre com capacitação comportamental e profissional.

E, por fim, o curso de Empreendedorismo focará nos principais eixos temáticos do mundo mercadológico, como tendências, inovação e sustentabilidade.

As inscrições podem ser realizadas pelo telefone (falar com Victoria ou Rafael), pelos números (11) 5087-0998 ou (11) 5087-0994, ou pelo e-mail cursos@fundacaodorina.org.br.

Para mais informações, acesse o site da Fundação Dorina.

Serviço

Local: Fundação Dorina Nowill para Cegos

Endereço: Rua Doutor Diogo de Faria, 558 – Vila Clementino – São Paulo/SP

Cursos:

Informática para o Mundo do Trabalho – vagas disponíveis: 20 e carga horária: aproximadamente 130 horas

Atendimento ao Cliente – vagas disponíveis: 10 e carga horária: 80 horas

Massoterapia – vagas disponíveis: 15 e carga horária: 170 horas

Empreendedorismo – vagas disponíveis: 15 e carga horária: 60 horas

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Observatorio3Setor

2019-08-20T09:05:55+00:00