Educadores criam aplicativo que ensina alfabeto angolano para crianças

//Educadores criam aplicativo que ensina alfabeto angolano para crianças

Crédito de Imagem: Divulgação

 

Professores da rede púbica de ensino de São Paulo criaram um aplicativo para ensinar as crianças a falarem kimbundu, uma língua angolana falada por mais de 2 milhões de pessoas ao redor do mundo.

O aplicativo foi idealizado pela socióloga Odara Dèlé e pelo historiador Edson Pereira. A iniciativa surgiu porque os educadores sentiam falta de material didático para trabalhar as questões africanas e afro-brasileiras em sala de aula. Ainda, já que os alunos estavam mexendo muito no celular na sala de aula, os professores resolveram juntar o útil ao agradável.

A língua kimbundu, inclusive, foi escolhida para este projeto porque é muito próxima do português. Palavras como coca, moleque, ginga e canjica, por exemplo, são algumas das palavras deste idioma que foram integradas à língua portuguesa. Uma curiosidade é que, em comparação com o nosso português, o kimbundu tem algumas fonéticas que exigem a língua mais no céu da boca, além de letras diferentes, como NG e PH.

Como o app é dedicado ao público infantil, cada informação e palavra nele é acompanhada por animações e áudios para que os alunos entendam as palavras com clareza. Além disso, os estudantes podem testar seus novos conhecimentos através de quizzes.

Para mais informações, acesse facebook.com/alfabantu.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Observatorio3Setor

2019-05-17T09:34:35+00:00